Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

anagoncalvesreikivivernaluz

Prestamos serviços, formação e voluntariado em : Reiki, karuna, Cristaloterapia, Meditação, Terapia de regressão, Psicologia Clínica, Acupunctura,Reflexologia, Osteopatia, Homeopatia, Naturopatia...

anagoncalvesreikivivernaluz

Prestamos serviços, formação e voluntariado em : Reiki, karuna, Cristaloterapia, Meditação, Terapia de regressão, Psicologia Clínica, Acupunctura,Reflexologia, Osteopatia, Homeopatia, Naturopatia...

OS DIFERENTES SISTEMAS



Alguns Mestres de Reiki, dividem o 3º nível em dois cursos, (3ª e 3b) ou seja, ensinam a 3ª para quem quer ter o símbolo de Mestre e trabalhar com ele em seu próprio beneficio, apesar de o poder aplicar também nos outros em tratamentos, mas que ainda não se sente preparado para poder ensinar.
No caso do 3b, é unicamente para quem quer ser professor de Reiki, onde são transmitidas as informações sobre o ensino do Reiki e de como executar as sintonizações dos diferentes níveis.
Através do estudo de vários sistemas de Reiki, verifiquei que esta divisão faz sentido, muitos alunos não se sentem preparados para ensinar, outros não tencionam fazer do Reiki sua actividade principal, mas sentem necessidade de ampliar seus conhecimentos, sua realização pessoal. Nesta situação acho por bem esta divisão.
Depois do Reiki ter sido trazido para o Ocidente pela Sr.ª Takata e em especial depois do seu falecimento, vários Mestres de Reiki acharam que o sistema não estava completo e quiseram investigar mais as raízes do mesmo. Nas suas buscas encontraram ligações com práticas Tibetanas, integrando e adaptando algumas delas ao Reiki exemplo: Mandalas de Cristais, Mudras, a respiração do Dragão de fogo e a respiração Violeta.
Pelo menos quatro símbolos Tibetanos foram também adoptados: o Antahkarana, o Dumo (designado também por Dai- Ko – Myo), o Raku e a serpente de Fogo.
Outros Mestres de Reiki, na sequência do seu passado espiritual no campo do esoterismo e de outras terapias, por associação de conceitos e palavras a outras práticas, inseriram outros elementos, como por exemplo, técnicas de controlo mental, guias espirituais, diversas técnicas com cristais e essências florais, trabalho conjunto com psicoterapia, etc.
Entretanto, por cada livro que lê, ou sítio da Internet que se consulta, apercebemo-nos de novas associações e conclusões. E embora este cenário possa ser aparentemente caótico, observamos porém que, graças á simplicidade e flexibilidade do Reiki, talvez tenha sido esta a forma que a própria energia encontrou de chegar a um número vasto de pessoas.
Note – se contudo, que esta postura não significa que este grupo de pessoas esteja mais ou menos certo do que os outros – são muito simplesmente, perspectivas diferentes que levam por consequência á adopção de posturas distintas,
Acreditamos que todos os Mestres de Reiki – de uma forma muito própria e bela – ensinam o (seu) Reiki da forma que lhes é mais aprazível. E decerto existem muitas pessoas que precisam que esta terapia natural lhes seja ensinada dessa forma especial, ainda que essa forma especial não esteja de acordo com o que os outros possam pensar, não existe a forma ideal de ensinar Reiki – porque me parece que, essa forma ideal, é algo de utópico.